Gestão de riscos

Um dos princípios da boa governança consiste no gerenciamento de riscos e na instituição de mecanismos de controle interno necessários ao monitoramento e à avaliação do sistema assegurando a eficácia e contribuindo para a melhoria do desempenho organizacional.

Nessa linha, foram aprovadas duas normas que instituem princípios e normatizam procedimentos de gestão de riscos no âmbito do CRCPR, são elas:

Resolução CRCPR n.º 809/2019, que instituiu a Política de Gestão de Riscos do CRCPR e tem por finalidade estabelecer os princípios, diretrizes, e responsabilidades a serem observados e seguidos no processo de gestão de riscos integrados ao Planejamento Estratégico, projetos e processos do CRCPR.

Resolução CRCPR n.º 810/2019, que aprovou o Plano de Gestão de Riscos do CRCPR e que tem por finalidade orientar as unidades organizacionais do CRCPR quanto aos procedimentos a serem adotados para a realização da gestão de riscos; alinhar a gestão de riscos ao planejamento organizacional e estratégico do CRCPR; otimizar o planejamento e a execução de programas, projetos e processos do CRCPR; e contribuir com a governança institucional do CRCPR.

A Comissão de Governança, Riscos e Compliance do CRCPR foi instituída através da Portaria CRCPR n.º 071/2018.


Natureza, Categoria, Fluxo e Responsabilidades




Responsabilidades

Plenário

  • Aprovar a Política de Gestão de Riscos e suas alterações;
  • Aprovar o Plano de Gestão de Riscos e suas alterações

Conselho Diretor

  • Propor ao Plenário do CRCPR a Política de Gestão de Riscos e suas alterações;
  • Acompanhar a execução do Plano de Gestão de Riscos;
  • Acompanhar a Matriz Gerencial de Riscos.

Presidência

  • Definir a Política de Gestão de Riscos;
  • Avaliar as propostas de mudanças da Política de Gestão de Riscos;
  • Definir o apetite a risco do CRCPR.

Diretoria

  • Gerenciar a implementação da gestão de riscos;
  • Definir os processos prioritários para a gestão de riscos;
  • Comunicar ao presidente o andamento do gerenciamento de riscos;
  • Orientar a integração do gerenciamento de riscos com outras atividades de gestão.

Comitê de Gestão de Riscos

  • Elaborar a Política e o Plano de Gestão de Riscos do CRCPR;
  • Assessorar a alta direção;
  • Comunicar à Diretoria o andamento do gerenciamento de riscos;
  • Recomendar, quando necessária, a reavaliação e readequação da Política de Gestão de Riscos do CRCPR;
  • Tratar os casos omissos e as excepcionalidades da Política de Gestão de Riscos do CRCPR;
  • Estabelecer o contexto de forma geral para o Processo de Gestão de Riscos;
  • Realizar o monitoramento e a análise crítica do Processo de Gestão de Riscos, propondo aos gestores ajustes e medidas preventivas e proativas;
  • Orientar as partes interessadas no Processo de Gestão de Riscos;
  • Elaborar e monitorar a Matriz Gerencial de Riscos, em que estarão descritos os riscos classificados como ‘Extremos’ e ‘Altos’;
  • Comunicar as partes interessadas no processo de Gestão de Riscos.

Gestores de Áreas

  • Sugerir os processos prioritários para gerenciamento dos riscos;
  • Executar as atividades referentes ao processo de identificação, análise, avaliação e tratamento dos riscos da atividade/ projeto sob sua responsabilidade;
  • Monitorar as operações do Processo de Gestão de Riscos realizadas pelos gestores dos riscos de sua área;
  • Validar e contribuir na tomada de decisões dos planos de ação definidos na gestão dos riscos;
  • Monitorar a execução dos planos de ação definidos para tratamento dos riscos identificados pelos gestores dos riscos de sua área;
  • Comunicar as ações realizadas pela Unidade Organizacional ao Comitê de Gestão de Riscos.