Notícias

Nesta terça (24), abertura do evento, que discute nesta edição a Gestão Inteligente de Cidades, contou com a participação do presidente do CFC

Fonte: CFC

Teve início nesta terça-feira, 24 de agosto, o 5º Congresso Pacto Pelo Brasil, sob o tema Gestão Inteligente de Cidades, realizado pelo Sistema Observatório Social do Brasil (OBS), com a participação de voluntários por todo o país. Este ano, o evento também homenageia a ex-presidente do OBS, a contadora, mãe e empresária, BeloniceSetoriva, que faleceu vítima da Covid-19, em julho deste ano.

“Tem sido um ano inquieto e duro, mas de superação. A pandemia abalou o mundo e nos acertou de forma direta, nos golpeou profundamente desurpresa, com o falecimento da nossa querida presidente Belonice”, iniciou Ney Ribas, ex-presidente Nacional do OSB e atual coordenador nacional do projeto Força Tarefa Cidadã. "Que você esteja em um bom lugar, minha querida, esse congresso é por você e pelas milhares de pessoas que perderam suas vidas e entes queridos devido ao coronavírus", reforçou ele, que comandou a apresentação do evento ao lado de Roni Enara, diretora executiva do OBS.

Este ano, o 5º Pacto Pelo Brasil visa discutir e dialogar sobre ações que possam colaborar com a eficiência da gestão pública das cidades, no uso inteligente de recursos, sejam eles humanos, financeiros ou tecnológicos, e que essa evolução esteja sustentada por pilares que fomentem a inovação, a transparência, a ética, a integridade e a participação social.

O presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Zulmir Breda, participou da abertura do evento e lamentou o falecimento da ex-presidente do OBS. “Tivemos uma perda prematura da querida colega Belonice, que vinha gerindo o Observatório tão bem, planejando muitos projetos. Sua perda nos deixa mais motivados para honrar seu legado, agora com mais energia e seriedade”, disse. 


A discussão e a construção da programação têm como foco pautar uma agenda que leve a uma agenda positiva em prol da qualidade na aplicação dos recursos públicos, tendo o cidadão como o centro de tudo. “A definição do lema é essencialmente apropriado para o momento, pois nós precisamos lidar com os problemas dos municípios, que é onde a vida acontece. Por isso, nosso compromisso é melhorar cada vez mais as condições de funcionamento das cidades, passando, essencialmente, pela gestão pública, e tornando também nosso país mais sustentável”, pontuou o presidente do CFC, Zulmir Breda.

Para cumprir esse propósito, a diretora executiva do OBS, Roni Enara, explicou que o Sistema OSB, seus parceiros, voluntários e apoiadores pretendem, com a realização do evento, capacitar vários profissionais em Gestão Inteligente de Cidades, para que o poder público, iniciativa privada, academia e sociedade civil participem e construam uma agenda de compromisso com o cidadão. “Entramos de vez no mundo digital e queremos que esse evento seja uma vitrine de boas práticas, de boa gestão e governança, de tudo o que vem sido trabalhado dentro da Gestão Inteligente das Cidades no Brasil”, Roni Enara.

Também estiveram presentes na mesa de abertura do evento: Paulo Alvim, secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI); o presidente do Conselho Superior do Observatório Social do Brasil, Raul Soares Groppo; o diretor Técnico do Sebrae Nacional,  BrunoQuick Lourenço;  a gerente de Anticorrupção da Rede Brasil do Pacto Global , Ana Luiza Melo;

a coordenadora do Smart Campus Facens, Regiane Relva Romano; o presidente do Instituto MicroPower e Curador do Ecossistema Brasil 5.0, Francisco AntonioSoeltl; e o diretor de Redação da Gazeta do Povo, EwandroSchenkel.

Parceria solidária

Atualmente, o CFC, por meio do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC), mantém o subprograma Rede Nacional de Cidadania Fiscal, juntamente com o OBS.

O programa incentivaos profissionais a liderarem com o processo de criação e operacionalização de Observatórios Sociais (OSs), organizações instituídas e mantidas pela sociedade civil, nos seus municípios. O objetivo é promover a conscientização da sociedade para a cidadania fiscal e propor aos governos locais a adequada e transparente gestão dos recursos públicos, por meio de ações de participação e controle social.

Diferente de outras iniciativas que atuam denunciando erros e fraudes já ocorridas, os OSs agem de forma preventiva, no fluxo dos processos, antes que os recursos sejam gastos.
“Em cada Observatório Social tem um profissional da contabilidade, é um grande exército do bem, que atua justamente na gestão pública. Essa parceria eleva o serviço prestado pelo profissional da contabilidade e, por isso, preciso deixar meu agradecimento a todos que fazem parte do PVCC”, concluiu o presidente do CFC, Zulmir Breda.

Programação

O 5º Pacto Pelo Brasil acontecerá com quatro semanas de programação e, em razão de ser uma proposta de alta relevância em soluções inteligentes para cidades, o Sistema OSB, atento ao momento social e frente ao combate à pandemia em todo o mundo, manterá a edição 2021 em ambiente virtual para que o debate de temas tão prementespara o Brasil e a colaboração desta agenda possam ser mantidos em prol da eficiência, da inovação e da integridade nas cidades.

Detalhes sobre a programação, inscrições, palestrantes, serviços, parcerias, investimentos e outras informações estão disponíveis no site Pacto Pelo Brasil: clique aqui e acesse.

Reprodução permitida, desde que citada a fonte.