Notícias

Ifac participa da UNCAC CoSP9 e reitera compromisso com o engajamento global contra a corrupção

Na semana passada, a International Federation of Accountants (Ifac) participou como observadora oficial da nona sessão da conferência dos Estados Partes da Convenção das Nações Unidas contra Corrupção (UNCAC CoSP, sigla em inglês).  Na ocasião, a Federação apresentou uma declaração destacando o importante papel da profissão contábil no combate à corrupção.

No documento, a Ifac destaca que a corrupção impacta indivíduos e coletividade e mina a confiança vital da sociedade nas instituições. De acordo com a mensagem, a singularidade da atuação contábil se ancora, entre outras coisas, em um forte código global de ética que baliza o trabalho desses profissionais na prática pública, contribuindo e apoiando a transparência, relevância e integridade essenciais nos sistemas e informações que sustentam economias vibrantes e instituições sociais confiáveis.

A íntegra da declaração pode ser obtida no linkhttps://www.ifac.org/knowledge-gateway/building-trust-ethics/discussion/global-engagement-against-corruption-ifac-uncac-cosp9

O evento - A participação na UNCAC CoSP9 faz parte do compromisso mais amplo da Ifac com as questões globais de integridade. O encontro teve como objetivo revisar a implementação da UNCAC, que é um tratado juridicamente vinculativo com 189 “Estados Partes” em todo o mundo. 

O respectivo tratado exige que os países criminalizem a corrupção e atos relacionados, além de abordar medidas preventivas, aplicação da lei, cooperação internacional, recuperação de ativos, assistência técnica e intercâmbio de informações. 

A implementação e a revisão da UNCAC são realizadas pela Conferência dos Estados Partes (CoSP), principal órgão de formulação de políticas do tratado. Esse grupo se reúne a cada dois anos para discutir e adotar resoluções e decisões, além de primar pela melhoria da capacidade de execução das ações definidas, aumentar a cooperação entre os Estados.

A importância desse tratado convencionou o estabelecimento do Dia Internacional Anticorrupção, celebrado todo o dia 9 de dezembro, desde a assinatura dessa convenção, ocorrida no ano de 2003.

Saiba mais aqui.

Fonte: site da Ifac via CFC


Cresce a demanda por demonstrações de Asseguração de Informações sobre Sustentabilidade e ESG

O momento atual vem demandando o aumento das exigências de relatórios sobre ESG (ambiente, social e governança) para as empresas, bem como a procura pela asseguração de informações de alta qualidade sobre sustentabilidade. A sociedade civil organizada vem buscando relatórios de maior qualidade e com informações sobre o desempenho das empresas mais padronizadas.

O International Auditing and Assurance Standards Board (Iaasb) corrobora com o movimento crescente pela exigência da elaboração de relatórios corporativos contendo divulgação de informações relacionadas à sustentabilidade e ao clima baseados em normas estabelecidas. Por esta razão, dedicou-se no passado à criação de normas para conduzir a asseguração de informações não financeiras. O Iaasb foi responsável pela publicação de um conjunto de normas internacionais sobre o trabalho de asseguração. Em abril de 2021, foi publicado um guia de orientações visando ajudar os profissionais a aplicar as normas.

A tendência mundial é que a elaboração de relatórios passe de voluntária para mandatória. A União Europeia já se movimenta nesta direção. A criação do International Sustainability Standards Board (ISSB) por parte da Fundação IFRS tem a finalidade de desenvolver normas para relatórios globalmente aceitos como base das exigências.

Assim como os relatórios financeiros, o Iaasb acredita que os participantes do mercado são mais bem servidos quando as informações financeiras e outras informações relatadas se beneficiam de garantias externas, fornecidas por profissionais comprometidos com o interesse público e com os mais altos padrões éticos. Levando isso em consideração, o Iaasb a partir de janeiro de 2022 determinará suas futuras ações em relação a este escopo.

Para saber mais clique aqui.

Fonte: site da Ifac via CFC


Comitê de Interpretações das IFRS lança primeiro podcast de 2022

O Comitê de Interpretações das IFRS abre a série de podcasts de 2022. Nesta primeira edição, a presidente do Comitê de Interpretações IFRS e vice-presidente do Iasb, Sue Lloyd, juntamente com a diretora técnica associada do Iasb, Patrina Buchanan – que trabalha em atividades de apoio à implementação das normas IFRS –, estarão juntas para analisar as atividades de apoio à aplicação consistente das Normas de Contabilidade IFRS durante o último trimestre de 2021.

O assunto a ser debatido trata de projetos em discussão, como: Economic Benefits from Use of a Windfarm (IFRS 16), Principal versus Agent: Software Reseller (IFRS 15), Negative Low Emission Vehicle Credits (IAS 37) e Lease Liability in a Sale and Leaseback (IFRS 16).

Você pode ouvir este episódio e outros na página de podcasts do Iasb e no canal do Iasb no YouTube, pelo linkhttps://www.ifrs.org/news-and-events/news/2022/01/january-2022-ifrs-interpretations-committee-podcast-now-available/

Fonte: site da IFRS Foundation, via CFC


A curadoria da Fundação IFRS busca indicações para membros do ISSB

Os curadores da Fundação IFRS iniciaram a procura de até 11 membros do recém-formado Board de Normas Internacionais de Sustentabilidade (ISSB) para trabalhar em conjunto com o chair da ISSB, Emmanuel Faber e seus vice-presidentes, a serem anunciados em breve.

O ISSB trabalhará junto e em estreita cooperação com o International Accounting Standards Board (Iasb) e será responsável por desenvolver Normas de Divulgação de Informações sobre Sustentabilidade IFRS que atendam às necessidades de informação dos investidores. A composição do ISSB, 14 membros no total, está definida na Constituição da Fundação IFRS.

Entre as responsabilidades do cargo estão:

- Trabalhar com o ISSB de forma a envolver-se com demais membros do Board, formando um conselho de normatização, e contribuindo, assim, para o desenvolvimento e a manutenção das Normas IFRS de Divulgação sobre Sustentabilidade.

- Trabalhar com a equipe técnica do ISSB, com a qual deverá manter um contato estreito, dando aconselhamento, sugerindo soluções criativas e auxiliando no progresso dos projetos relacionados à divulgação de sustentabilidade.

- Trabalhar com as partes interessadas para auxiliar no desenvolvimento de Normas IFRS de Divulgação de Sustentabilidade IFRS de alta qualidade que atendam às necessidades dos mercados financeiros e na promoção destas normas, a fim de que sejam globalmente aceitas para divulgações de sustentabilidade focadas em atender às necessidades de informação dos investidores.

Requisitos para o cargo:

- compreender e demonstrar interesse nas Divulgações de Sustentabilidade e nas áreas nas quais o ISSB irá atuar (financeira, econômica, comercial, ambiental, social, entre outras);

- rigor intelectual e julgamento equilibrado;

- alto nível de engajamento com as partes interessadas, demonstrando habilidade e capacidade de resposta;

- ter habilidades de influência;

- independência; e

- compromisso de servir ao interesse público.

Como se candidatar:

Os membros do ISSB serão nomeados pelos curadores da Fundação IFRS por meio de um processo aberto e rigoroso. Caso tenha o perfil necessário para o cargo, envie uma carta de apresentação e um currículo, endereçados a Michel Madelain, presidente do Comitê de Indicação da Fundação IFRS, via e-mail: issb@egonzehnder.com.

As entrevistas para os candidatos selecionados começarão em fevereiro de 2022. O ISSB espera que o início das reuniões seja no segundo trimestre de 2022.

Para maiores informações, visite o link: https://www.ifrs.org/news-and-events/news/2022/01/ifrs-foundation-trustees-seek-nominations-for-inaugural-members-of-the-issb/

Fonte: site da IFRS Foundation via CFC


Prazo final para envio de comentários sobre a norma proposta- Auditoria para entidades menos complexas (LCE)

No dia 14 de janeiro de 2022, encerra o prazo de envio de respostas para a pesquisa sobre a norma proposta –  Auditoria para entidades menos complexas (LCE, na sigla em inglês), lançada pela Ifac-Iaasb. A pesquisa, cujas respostas são confidenciais, está disponível em inglês, francês e espanhol aqui.

Além da pesquisa, o Iaasb encoraja todas as partes interessadas a enviar comentários, até 31 de janeiro deste ano, por escrito, para a consulta (ED, na sigla em inglês) iniciada em julho passado, de forma a contribuir assim com a elaboração da norma. Os interessados em participar da consulta podem enviar suas observações pelo linkhttps://www.iaasb.org/focus-areas/new-standard-less-complex-entities

Ressalta-se que a pesquisa é dirigida às partes interessadas que não pretendem responder à consulta.

Para ler a matéria sobre a pesquisa na íntegra, acesse o linkhttps://www.iaasb.org/focus-areas/new-standard-less-complex-entities

Fonte: site do Iaasb via CFC


Reprodução permitida, desde que citada a fonte.