Notícias

Temática atual atraiu cerca de 450 participantes simultâneos

No dia 14 de janeiro, às 9 horas, em parceria com a Receita Federal do Brasil, a TV CRCPR realizou a Live “Simples Nacional e SIMEI – Opção em Janeiro de 2022”, com o analista tributário da RFB, Edson Luiz Vicentim. 

A transmissão contou com cerca de 450 participantes simultâneos, ávidos por orientações da Receita sobre os procedimentos para realizar corretamente o processo de opção pelo Simples Nacional neste início de ano. 

O palestrante mostrou passo a passo o processo de opção pelo Simples Nacional e o Sistema de Recolhimento em Valores Fixos Mensais dos Tributos Abrangidos pelo Simples Nacional (SIMEI), destacando o fluxo de verificações realizado pelos entes federados; o fluxo do processamento realizado pela RFB com base nas informações dos entes; recomendações aos optantes para evitar problemas na análise; e detalhes do processo de impugnação dos indeferimentos.

A abertura, realizada pelo presidente Laudelino Jochem, contou com a participação da
superintendente da Receita Federal na 9ª Região Fiscal (Paraná e Santa Catarina) Cláudia Thomaz

A abertura, foi realizada pelo presidente do CRCPR, Laudelino Jochem, que surpreendeu aos participantes anunciando que haveria mais palestrantes da Receita Federal para abordar o tema: além de Vicentim, os analistas tributários Alessandra Della Torre Bueno e Rodrigo Augusto Brilhante, ambos plantonistas do Fale Conosco do Simples Nacional. A seguir, ele passou a palavra para a superintendente da Receita Federal na 9ª Região Fiscal (Paraná e Santa Catarina), a auditora-fiscal Cláudia Regina Leão do Nascimento Thomaz, que destacou em sua fala a profícua parceria com o CRCPR.

"O Simples, apesar do nome, não é tão simples assim. Então a gente observa essa necessidade da Receita Federal com o contribuinte que está interessado em fazer a adesão ao Simples Nacional. Janeiro é o mês em que se dá a adesão e neste ano estamos observando uma quantidade de adesões menor em relação ao período anterior. Entendemos isso, em parte, como consequência da pandemia, que mexeu com a vida de todos os cidadãos, e também em decorrência de que a Receita não excluiu os débitos de 2020, com reflexo em 2021, de forma que muitas empresas não precisaram fazer a adesão novamente", explicou Cláudia Thomaz.
Ao final da apresentação de Edson Luiz Vicentim, o trio de analistas da RFB ainda ficaram no ar por quase meia hora, respondendo às perguntas enviadas pelo público no chat da transmissão.

Para assistir à gravação, clique aqui




Reprodução permitida, desde que citada a fonte.