Whatsapp Logo Quadrado

Notícias

A conselheira das Câmaras de Ética e Disciplina e de Registro, Eva Schran de Lima, representante dos profissionais contábeis da região de Guarapuava no Plenário do Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR), foi nomeada pelo presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Aécio Dantas, por meio da Portaria CFC nº 219/2022, como integrante da Comissão Gestora Nacional de Aprimoramento Técnico-Cultural para a Inserção da Mulher Contabilista na Política e na Sociedade, conhecida como Comissão Nacional da Mulher Contabilista.

Durante a gestão do presidente Aécio, Eva representará as mulheres contabilistas do Paraná, a lado das profissionais da contabilidade Marlise Alves Silva Teixeira (SC), coordenadora, e Janaína Moura Evangelista de Melo (PI), coordenadora adjunta, além das integrantes Tanúbia Neuza de Oliveira Barbosa (AP), Maria Luzia da Silveira Rodrigues (GO), Ivone Sandra da Silva (PE), Vilma Fátima Mendes (RO), Fabiana dos Santos (RS) e Rosangela Maria da Costa Menezes (SP). 

Em entrevista, Eva fala sobre vantagens e desafios da mulher na contabilidade e os planos da comissão nacional. 

CRCPR Online: Como é sua história profissional e o que a levou a escolher esta profissão?

Eva Schran: No início, escolhi a profissão porque gostava de números. Hoje, sou muito realizada profissionalmente, gosto de Análise de Balanços, e sei que os relatórios de contabilidade evidenciam e efetivamente ajudam empresas na tomada de decisões mais assertivas. No Ensino Médio, estudei para Técnico em Contabilidade e, posteriormente, fiz a faculdade em Ciências Contábeis. Me especializei com a pós-graduação em Contabilidade e Controladoria, a especialização em Gestão de Negócios, Finanças e Auditoria, e a especialização em Ciência Política.  Já trabalhei como colaboradora em uma empresa contábil e depois, em 1990, iniciei meu escritório próprio de contabilidade. Tive a oportunidade de atuar como vereadora de 2009 a 2012 na Câmara Municipal de Guarapuava, onde fui a primeira vereadora a propor emendas no Orçamento do Município. De 2013 a 2016, fui da secretaria de Políticas para Mulheres, na qual fazia a gestão dos recursos públicos da pasta. 

CRCPR Online: Na sua opinião, quais vantagens a carreira contábil oferece para a mulher em relação a outras profissões?

ES: Como em todas as profissões os desafios são grandes. Mas a formação em Ciências Contábeis prepara a pessoa para atuar em muitos segmentos da sociedade, proporciona a Educação Financeira e a possibilidade de ser bem sucedida. 

CRCPR Online: E quais são os principais desafios?

ES: Percebo que as mulheres contadoras são muito profissionais e competentes. Considero como um desafio ainda a ser conquistado a maior participação nos espaços de decisão. Muitas vezes a mulher está nos bastidores, no operacional, e não na linha de frente, embora esteja preparada. Também há pouca participação da mulher na politica, na liderança dos sindicatos contábeis, nas federações e conselhos de classe.

CRCPR Online: Qual será o direcionamento do trabalho da comissão nesta gestão? Já foi definida uma linha de atuação e uma agenda de eventos?

ESL: A princípio, estamos com o Plano de 90 dias, que é a efetivação das portarias estaduais, a organização dos cadastros das líderes e o resgate histórico das Comissões Estaduais. Na sequência, teremos ações de incentivo ao empreendedorismo feminino, cursos de liderança para este público e um grande evento, o Encontro Nacional da Mulher Contabilista, em Setembro de 2023, a ser realizado em Manaus. A Comissão Nacional organizou os estados para ter mais proximidade e melhor acompanhamento das ações com mentorias. São cinco mentoras e eu sou uma delas. Acompanho as coordenadoras de comissões da Mulher do Paraná, Espírito Santos, Sergipe, Ceará, Piauí e Para. 

CRCPR Online: Mais algum comentário sobre sua participação nesta Comissão? 

ESL: Agradeço ao CRCPR pela confiança! Penso que  estar na Comissão Nacional da Mulher Contabilista é uma honra e vou fazer o meu melhor pra dar continuidade ao trabalho das contadoras do Paraná que me antecederam e também abrir caminhos a representantes do interior. Obrigada pela oportunidade e gratidão a Deus. 




Reprodução permitida, desde que citada a fonte.